Esportes

Publicada em 06/10/17 as 08:49h - 28 visualizações
Jogadores do Sport consideram eventual rebaixamento como um "desastre" para o clube
Depois de quatro anos do Rubro-negro na elite, Magrão e Rithely usam a mesma palavra para definir o peso de uma queda à Segunda Divisão

Yuri de Lira /Diario de Pernambuco


Dois jogadores do Sport usaram a mesma palavra para definir o que representaria um eventual rebaixamento para o clube. Líderes no elenco, o goleiro Magrão e o volante Rithely não amenizam o peso de uma queda. Acreditam que o retorno do time à Segunda Divisão após quatro anos consecutivos na elite seria um "desastre" para o Rubro-negro.

Caso o Sport caia, Magrão diz que todo o trabalho feito na temporada não valerá de nada. "Toda queda é um desastre, independentemente de quantos anos a equipe permaneça na Primeira Divisão. É sempre ruim para todos: para os jogadores, para os torcedores, para o clube, para a imprensa. Para nós, jogadores, é um ano perdido", afirmou o goleiro. 

Mas Magrão não baixa a guarda e confia na retomada do Leão, sem vencer há nove rodadas na Série A. "Nós sabemos que temos condições de reverter isso daí. Hoje, o Sport está em um momento delicado, mas temos alguns jogos pela frente e a nossa intenção é de reverter a situação o mais rápido possível."

Para dar a volta por cima, o camisa 1 crê que é preciso tratar o mau momento com naturalidade e não se abater ainda mais com os últimos resultados negativos. É isso que ele tenta passar para o resto dos atletas do elenco com menos vivência. "A gente tem que acreditar, mostrar confiança mesmo com as adversidades. Resta saber lidar com elas. Primeiro, é ter calma, saber o momento que a gente vive e não ficar paralisado. Às vezes, o medo e a insegurança nos deixam paralisados. Neste momento, tem que ter ação e agir com confiança, responsabilidade", pontuou.  

Já o volante Rithely entende que o momento é de união. Apesar da acentuada queda de rendimento do Sport, pede que a torcida abrace a equipe para a fuga da zona de rebaixamento do Brasileirão. Depois de ter vivido situação semelhante na Série A de 2016 pelo clube, escapando da degola na última rodada, o cabeça de área não nega o drama que seria um retorno à Série B.

"Ano passado, a gente teve mais ou menos nessa situação. Para sair dela, tivemos apoio muito forte do torcedor. Está na hora de se fechar: jogadores, treinador, comissão técnica, diretoria e, junto com a torcida, fazer um algo a mais. Ser rebaixado é uma coisa horrível e se isso acontecer será um desastre para todo mundo. A gente quer ficar na Série A e queremos tirar o Sport dessa situação", frisou Rithely.



Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.




(81) 98445-8223

No Ar


Nenhuma programação cadastrada
para esse horário




Peça sua Música

  • bruno
    Cidade: Recife
    Música: Tenorio - Recomeçar
  • Laura
    Cidade: Recife
    Música: Recomeçar (cantor Tenorio)
  • Angélica
    Cidade: Recife
    Música: Vagabundo - Silvana Salazar
  • TONY DANIEL
    Cidade: BARUERI
    Música: AMUSA TORPEDO
  • josy adriana
    Cidade: TRES COROAS, Rio Grande do Sul
    Música: Mc Troia
  • Neide
    Cidade: Recife
    Música: Gostaria de saber o endereço do restaurante Aroma&Sabor
Publicidade Lateral
CHAT ONLINE

Digite seu NOME:


Estatísticas
Visitas: 20938 Usuários Online: 4


Parceiros

Copyright (c) 2017 - Tropical FM - Todos os direitos reservados