(81) 98445-8223

NO AR

Ponto de Vista

www.tropicalfmpe.com.br

Brasil

Garotinho e Rosinha participam de audiência de interrogatório no fórum de Campos, no RJ.

Publicada em 04/06/18 as 13:41h por Tropical FM - 9 visualizações


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Tropical FM)

Os ex-governadores do Rio, Anthony Garotinho (PRP) e Rosinha Garotinho (Patriotas), chegaram às 12h30 desta segunda-feira (4) ao Fórum Maria Tereza Gusmão, em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, para um interrogarório da Operação Caixa D'Água.Os políticos são réus na ação eleitoral aberta a partir da Operação Caixa D' Água, que prendeu os ex-governadores e mais seis pessoas em novembro de 2017. À imprensa, na porta do fórum, Garotinho disse apenas que "quem não deve não teme".A audiência começou por volta das 13h20. O primeiro réu a ser interrogado é Thiago Godoy, ex-subsecretário de Governo da Prefeitura de Campos e atual vereador.

O interrogatório estava marcado para o dia 18 de abril e os ex-governadores chegaram a comparecer ao fórum de Campos, mas a audiência foi adiada.

Além do casal Garotinho, serão ouvidos nesta audiência os outros réus da ação, entre eles ex-secretários da Prefeitura de Campos.

O ex-ministro Antônio Carlos Rodrigues e o genro dele também são réus na ação, mas não vão ser interrogados em Campos. Os dois serão interrogados por carta precatória.

Esta audiência é a fase final do processo. Após os réus serem ouvidos, a defesa e a acusação apresentarão as alegações finais e, em seguida, a Justiça decidirá a sentença de primeira instância. Durante as prisões, todos os réus negaram envolvimento em qualquer crime.

Operação Caixa D' Água:

A ação eleitoral foi aberta a partir das investigações da Operação Caixa D'Água. Segundo a Polícia Federal, foram identificados elementos que apontam que a empresa JBS firmou contrato fraudulento com uma empresa sediada em Macaé para a prestação de serviços na área de informática.

Ainda de acordo com a PF, há suspeita, porém, de que os serviços não tenham sido prestados e de que o contrato, de aproximadamente R$ 3 milhões, serviria apenas para o repasse irregular de valores para a utilização nas campanhas eleitorais.






Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Enquete
Você costuma confirmar a veracidade de uma postagem antes de compartilhar?

 Sempre
 Nunca
 às vezes







.

LIGUE E PARTICIPE

8134268210

Visitas: 39980
Usuários Online: 3
Copyright (c) 2018 - Tropical FM